Plano de atividades e Orçamento

 2020:

ATA Assemb. Aprovação Orçamento 2020

Orçamento 2020

Parecer do Conselho Fiscal 2020

Plano de Atividades 2020

2019:

Parecer Fiscal Orçamento 2019

Plano de Atividades 2019

Orçamento 2019

2018:

Plano de atividades 2018 (Download PDF – 6MB)

Orçamento 2018 (Download PDF – 2MB)

Parecer Conselho Fiscal 2018 (Download PDF 71KB)

 

PLANO DE ATIVIDADES SOCIOCULTURAIS – ENQUADRAMENTO

A animação de idosos, em específico, define-se como um estimulo da vida mental, física e afetiva da pessoa idosa. Funciona também como facilitador no acesso a uma vida mais ativa e como meio de comunicação e relação com os outros, desenvolvendo desta forma a sua personalidade e autonomia. Proporciona aos idosos a interação e socialização através de várias atividades que são fundamentais nestas idades como forma de ocupar o tempo. Mas, para que tudo isso aconteça é necessário primeiramente trabalhar a motivação, só assim a pessoa fará qualquer coisa com dedicação e prazer. No caso particular dos nossos clientes, são pessoas já por si com determinadas limitações físicas as quais dificultam bastante o desempenho das atividades. Muitas das vezes também desanimam com facto de pensarem que são inúteis e que já não servem nada, ou seja, são eles que se autoexcluem. Nestes casos torna-se necessário criar metodologias e estratégias que os levem a acreditar que ainda são capazes e que ainda fazem parte integrante da comunidade. São estes alguns exemplos da resistência oferecida pelos clientes e que tentamos diariamente ultrapassar, nem sempre é fácil, mas no fundo é essa a função do animador fazer com que essas ideias e preconceitos desapareçam. Parece-nos assim importante traçar um plano que vá ao encontro dos gostos e hábitos culturais dos nossos clientes, proporcionando-lhes algo que os ocupe e no mesmo tempo lhes dê prazer fazer. Assim, para a realização de um plano de Intervenção foram traçados e determinados, os seguintes objetivos:

OBJETIVOS:

  • Promover a inovação e as novas descobertas;
  • Valorizar a formação e a experiência ao longo da vida;
  • Proporcionar uma vida mais harmoniosa atrativa e dinâmica com a participação e envolvimento do idoso nas atividades locais;
  • Proporcionar maior qualidade de vida, sentimento de utilidade e retardamento do processo de envelhecimento;
  • Criar estratégias de reforço de autoestima e valorização pessoal;
  • Incrementar a ocupação adequada do tempo livre do idoso para evitar que o tempo custe a passar;
  • Proporcionar ocasiões de alegria e diversão;
  • Recordar vivências, costumes e tradições populares;
  • Estimular um trabalho interativo com as crianças e os idosos;
  • Rentabilizar os serviços e recursos comunitários para melhorar a qualidade de vida do idoso;